criança sorrindo em um banco ao ar livre com um livro no colo

Como fazer seu filho feliz: 24 dicas simples e efetivas

Não existe receita para ser feliz. A felicidade não é um pote de ouro que nos espera ao final do arco-íris. Ela não se ganha, nem se conquista. Ela é construída por pequenas ações e comportamentos.

Para criar um filho feliz e realizado, você precisa estar presente e transmitir segurança. Existem vários jeitos de fazer isso. Dar um beijo antes de sair de casa, colocar para dormir, perguntar como foi a escola, ajudar a fazer a lição…

Além disso, mudar alguns hábitos também ajuda: conversar mais, permitir argumentação, ou impor limites sem controlar cada detalhe da vida dele. Somando tudo isso, seu filho aprenderá a encontrar a felicidade nas pequenas coisas.

Neste texto você encontrará várias ideias do que fazer para deixar um filho feliz. Elas servem para crianças e adolescentes de todas as idades. Boa leitura!

Conheça seus filhos

Você precisa conhecer sua família para saber como fazer seu filho feliz. Cada pessoa é diferente, então tem coisas que funcionam para os outros, mas não necessariamente funcionarão na sua casa. 

Descubra quais são seus gostos, motivações, interesses, amigos, medos, sonhos, e o que mais puder. Com base nisso, você encontrará maneiras práticas de tornar seu filho mais feliz. 😉

Se ele gosta de futebol, compre uma bola sem pedir, o leve ao estádio, mostre um vídeo legal sobre futebol, ou simplesmente tente jogar bola com ele. Se ama cinema, leve para ver um lançamento na estréia. Se quer fazer faculdade de medicina, ajude a estudar ou pesquise um cursinho pré-vestibular. E assim por diante…

Mas não basta apenas conhecer, tem que se interessar de verdade, e tentar se envolver.

Ajude seu filho a descobrir o mundo

E haja como se estivesse descobrindo também!

Incentive a descobrir uma nova habilidade, um novo filme preferido, ou uma nova brincadeira. E quando ele te contar a novidade, deixe ele explicar como funciona e contar os detalhes.

Faça perguntas inteligentes sobre o assunto, mas deixe seu filho conduzir a conversa. No final, pergunte se ele quer companhia nessa nova atividade!

Valorize as ideias do seu filho

Apoie mesmo se a ideia parecer absurda. Essa é uma ótima dica de como fazer seu filho feliz se ele estiver no início da infância.

Não seja negativo e deixe a imaginação aflorar. Na cabeça do seu filo, a ideia faz todo sentido.

Por exemplo: se estiverem jogando futebol e ele quiser inventar uma regra nova, deixe e veja até onde vai. Se precisar corrigir, deixe para a hora que ele for jogar com outras crianças. Explique que elas não sabem dessa regra e nem todas querem jogar assim.

Se envolva em tudo o que puder

Desde a troca de fraldas, até colocar o bebê para dormir, brincar junto, ou sair para comprar uma roupa nova. Esteja sempre lá para o seu filho. 

Esta é uma das principais dicas de como fazer seu filho feliz, porque cria sensação de proteção e companheirismo entre pais e filhos. 

Sempre que você estiver fazendo algo, pergunte se o seu filho quer participar. Nem que seja só para olhar! E quando ele estiver fazendo algo, faça o mesmo.

Tire seu filho da zona de conforto

Estimule seu filho a ser mais desinibido, dentro do possível. A conhecer e conversar com outras crianças, ou a interagir mais na sala de aula.

Se você tem um filho tímido, essa dica ajuda muito. Talvez ele queira se abrir mais, porém não sabe como. Então você precisa dar um empurrãozinho, mas sem mudar muito o estilo de vida ou os hábitos.

Se for uma criança menor, convide outras crianças para passar uma tarde brincando. Se for um adolescente, converse com seu filho em casa, e entenda se ele quer ajuda para melhorar, ou se está confortável assim.

criança correndo ao lado de irrigadores no final da tarde

Viva o momento

Adultos pensam muito sobre o futuro, mas as crianças e adolescentes não. Eles vivem o agora, sem distrações. Acompanhe o ritmo na hora de conversar e durante as brincadeiras.

E, ao conversar com um adolescente, concentre-se no que eles estão falando. Pergunte o que eles querem agora – um conselho, um abraço, ou apenas desabafar.

Combine as agendas

Você precisa adaptar a sua rotina em razão do tempo livre dos seus filhos. Esta é a melhor maneira de passar tempo de qualidade com eles. 

Algumas formas simples de fazer isso:

  • Criar uma rotina para a hora de ir dormir.
  • Levar junto nas atividades corriqueiras, como ir à mercearia.
  • Pedir ajuda para fazer tarefas simples de casa.
  • Almoçar ou jantar juntos.

Talvez seja necessário mudar os seus horários de sono, ou conversar com seu chefe para entrar uma hora mais tarde no trabalho. Mas acredite: no futuro, verá que valeu muito a pena. 

Se você sente dificuldades em fazer isso por causa da rotina, este post com dicas para economizar tempo te ajudará muito:

Estimule o autoconhecimento

Existem crianças que sabem se expressar muito bem, mas nem sempre elas conseguem entender corretamente as emoções. 

Por exemplo, talvez seu filha te diga algo como “odeio a minha amiga”. Na verdade, ele só está frustrado.

Você pode ajudar de várias formas: 

  • entender o porquê da irritação.
  • o que aconteceu e o que sua filha pode fazer a respeito.
  • pedir para ela explicar como está se sentindo.
  • explicar qual emoção é essa e como lidar.

Com o tempo, estas conversas constroem o autoconhecimento. Sem ele, não dá nem para identificar a felicidade!

Ensine seu filho a ser feliz

A responsabilidade pela felicidade não é só dos pais ou das mães. Seu filho também precisa aprender a ser feliz. 

É aquela ideia de ensinar a pescar, ao invés de dar o peixe. 🎣

Ensine a importância de celebrar os pequenos momentos: ver o pôr-do-sol, tomar um banho de mangueira no quintal, ou brincar com o cachorro. Com a mentalidade certa, isso pode causar mais felicidade do que ganhar um brinquedo novo ou uma roupa cara.

Ensine também que as experiências de vida são mais importantes que as posses que obtemos. Passar um final-de-semana com os amigos é muito mais legal do que ganhar um jogo novo.

Não existe receita para chegar lá. Mas se a relação de vocês for bacana, com o tempo seu filho aprenderá a ir atrás do que lhe faz feliz por conta própria.

Não force expectativas

Talvez você queira ver o seu filho cursando medicina para ganhar um ótimo salário, começando a trabalhar logo depois do ensino médio, ou saindo da sua casa com 18 anos. Mas os planos dele podem ser outros, e não tem problema.

O conceito de felicidade do seu filho pode ser diferente do seu. 

Não pressione muito. Seu filho sabe que você só quer o melhor, mas no longo prazo as pressões geram infelicidade, esfriam a relação, e podem até originar problemas de saúde mental.

O melhor é aconselhar, mas deixar seu filho seguir o próprio coração. Confie nele! 💪

Elimine as distrações

Esta é a principal dica para ter mais tempo livre durante o dia. Quando estiver com seus filhos, ignore os e-mails do trabalho, as redes sociais, e as mensagens do WhatsApp.

Seu filho sabe se você está realmente lá com ele, ou se a sua cabeça está em outro lugar. E isso pode causar danos graves na autoestima e na sensação de felicidade.

Seus filhos não precisam de atenção o tempo inteiro. Mas quando precisarem, você precisa estar realmente lá.

Seja sempre educado

Diga com licença, por favor e muito obrigado. Além de criar um filho educado, você terá um filho mais feliz, e que se sente respeitado.

Trate a todos com educação e respeito, desde as pessoas da sua família até os funcionários do restaurante.

Seu filho aprenderá com você e te verá como modelo de comportamento.

Exercite a paciência

Tente lidar com as birras e ataques de raiva com leveza. Respire fundo, comunique-se, analise as reações, e espere a gritaria passar para conversar com seu filho. 

Isso é extremamente importante durante a adolescência. Nesta fase, seu filho está passando por muitas pressões sociais e emocionais. Eles nem sempre sabem como lidar – e para guiá-lo por esse processo, você precisa de muita paciência.

O post abaixo ensina como controlar os ataques de raiva sem perder a cabeça e sem frustrações. Recomendo muito a leitura!

Nunca grite

Em nenhuma situação, mesmo que as crianças tenham feito algo errado. 

Quanto mais você grita, pior fica a relação entre vocês e pior seu filho se comporta, segundo um estudo publicado em 2013.

Demonstre afeto 

Seja um pai ou mãe mais amorosa para fazer seu filho mais feliz. Dê beijos e abraços, fale que o ama, passem tempo juntos e conversem sempre que for possível.

No futuro, essa será a base para que ele se torne um adulto bem resolvido, e se relacione de forma saudável com outras pessoas.

Não seja controlador

Pais controladores e autoritários podem causar problemas nas crianças, como baixa autoestima.

Impor limites é importante, mas se passar da conta, seu filho achará que você não confia nele o suficiente.

Se deixar seu filho muito ausente, sentirá sua falta. Se ficar muito em cima, te achará grudento. Você deve buscar o equilíbrio, mas só o alcançará se praticar bastante, refletir sobre suas ações e tentar melhorar quando errar.

Comunique-se de forma aberta, calma e educada quando precisar dizer “não” para seus filhos. Se for uma criança, explique o seu raciocínio de forma concisa. 

Se for adolescente, deixe eles participarem da tomada de decisões. Dê mais detalhes sobre os seus motivos, pergunte o que eles acham. E, quando possível, encontrem um denominador comum. 

Não seja coruja demais

Deixe seus filhos voarem para fora do ninho quando chegar a hora. 🦉 Pode ser mudar de casa na hora de ir para a faculdade, ou ir dormir na casa de um amiguinho durante a infância.

Mostre que você tem confiança e está lá caso algo não saia como planejado.

adolescentes tirando foto com a câmera no chão

Apoie os relacionamentos e amizades

As amizades do seu filho adolescente podem não fazer muito sentido para você, mas respeite seu espaço. Essas relações são importantes para praticar as habilidades sociais da vida adulta.

Tente ser legal com os amigos do seu filho. Se acontecer a situação clássica do “fulano é uma má companhia para você”, evite atacar as companhias.

Ao invés disso, diga algo do tipo “queria saber mais sobre fulano, vi que vocês passam muito tempo juntos”. E descubra a partir daí como é a relação entre eles e a melhor forma de orientar.

O mesmo vale para as paquerinhas ou namoros.

Brinque muito

Dica simples de como fazer seu filho feliz, especialmente se for criança jovem: brinquem até cansar! Faça piadas, conte histórias engraçadas, compre brinquedos diferentes, ensine brincadeiras da sua época, ou o que mais quiser.

A brincadeira é a primeira forma de linguagem que seu filho aprende. Ajuda no desenvolvimento e fortalece os vínculos.

Seja feliz!

Pais felizes criam filhos felizes. Você precisa estar de bem com a vida para transmitir uma visão positiva de mundo. 

Pratique autocompaixão, aprenda a lidar com as suas emoções e pensamentos sem reprimi-los, e desenvolva a empatia. 

Tem vários jeitos de fazer isso:

  • Faça meditação.
  • Dedique tempo a algum hobby.
  • Faça terapia.
  • Converse bastante com seus filhos, parceiro ou parceira, ou amigos próximos.

Muitos pais sentem culpa, ou a sensação de que não são bons o suficiente. Provavelmente você passará por isso em algum momento, então precisa aprender a lidar para que isso não abale sua felicidade.

Cultive bons relacionamentos

A forma como você se relaciona com as pessoas afeta a felicidade do seu filho. 

Por isso, lembre-se de que além de ser pai ou mãe, você também tem amigos, hobbies em grupo, e relacionamentos amorosos. Dedique-se a eles para manter a vida em equilíbrio!

Dica para fazer: marque no calendário um dia para deixar o modo pai ou mãe desligado e curtir a vida de adulto, sempre que possível. 😉

Tire tempo para si

Além de tempo para os outros, os pais também precisam de tempo para se cuidar. Sair sem as crianças de vez em quando, ter momentos para descanso, reflexão ou praticar seus próprios hobbies.

Isso ajuda a aliviar o estresse da rotina, e torna a relação com as crianças mais leves.

Se precisar, peça ajuda a alguém da sua rede de apoio para cuidar do seu filho por algumas horas. Ou tire algumas horas para si quando ele estiver fazendo alguma atividade extracurricular.

pais segurando um bebê vestindo roupas sociais pelos bracinhos em festa

Não busque a perfeição e nem se compare

Tentar ser o pai ou mãe perfeito causa estresse, abala a confiança e dificulta a busca pela felicidade. 

Ao invés disso, não se compare com famílias que você vê em redes sociais, ou em filmes. 

Entenda que todos erram e aprenda com seus deslizes. A frustração tem muito a ensinar, tanto para você quanto para seus filhos! 

Faça o possível para ignorar a pressão e ensine isso a seus filhos também, para fazê-lo mais feliz. 

Assine o Tomo dos Pais

O serviço de assinatura do Tomo dos Pais nasceu para tornar a vida do seu filho mais feliz. É um serviço de assinatura com recomendações personalizadas para a sua família.

Semanalmente você recebe direto no e-mail dicas de conteúdos educativos, atividades ao ar livre, sugestões de passeios, apps, DIY, jogos de videogame, e dicas de todos os tipos.

Elas facilitam a sua jornada, tiram a sua família da rotina e poupam o seu tempo na hora de planejar o lazer das crianças. 😁

Conheça o Tomo dos Pais e torne a vida do seu filho épica! 🧙‍♂️🧙‍♀️